Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Programa de Bolsa Permanência abre inscrições com novidade

Programa de Bolsa Permanência abre inscrições com novidade

Pesquisa

Acadêmicos regularmente matriculados em cursos de graduação da Universidade Estadual do Paraná (Unespar) com renda familiar igual ou inferior a 1,5 salário-mínimo podem se inscrever no Programa de Bolsa Permanência. A Pró-reitoria de Extensão e Cultura (Proec) abriu as inscrições nesta segunda-feira (24) junto com a publicação do edital que especifica os critérios de participação. Os interessados poderão se inscrever até 12 de maio.
Além do formulário de inscrição e da declaração de situação financeira que estão disponíveis no edital do programa, os acadêmicos devem ficar atentos aos documentos necessários para comprovação da vulnerabilidade socioeconômica. A documentação deve ser entregue no protocolo do campus, conforme o horário de atendimento do setor, aos cuidados da Comissão Avaliadora do programa.
Segundo o edital, é vedada a participação de estudante que já tenha concluído curso de graduação, inclusive tecnológico, em qualquer instituição de ensino, ou que tenha passado por processo de jubilamento.
Novidade
A inovação é que os contemplados não precisarão estar vinculados a projetos de extensão como ocorria nas edições anteriores. O reitor da Unespar, professor Antonio Carlos Aleixo, salienta que a mudança é resultado do compromisso assumido com o movimento de ocupação estudantil do ano passado. “O foco é apenas o de garantir a permanência e a qualidade da formação dos estudantes que possuem fragilidade socioeconômica”, detalha.
Valores e avaliação
A instituição reservou mais de R$ 100 mil, em recursos próprios, para a concessão de bolsas que atenderão 21 acadêmicos, sendo três por campus. Os selecionados serão contemplados com um auxílio mensal de R$ 400 com duração de até 12 meses.
O diretor de Assuntos Estudantis, professor Federico Alvez Cavanna, explica que a avaliação e a classificação das inscrições serão realizadas por uma comissão instituída em cada campus, com a participação obrigatória de um representante discente. A classificação será por ordem crescente, conforme renda familiar e per capita, levando em consideração os casos de estudantes com filhos menores.
O resultado da avaliação será divulgado no dia 21 de maio. Casos de recursos deverão ser protocolados até 24 de maio, o resultado final está previsto para 25 de maio e a vigência do programa inicia em 1º de junho.
 

Para acessar o edital clique aqui.