Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Nota de repúdio à violência, preconceito e discriminação

Nota de repúdio à violência, preconceito e discriminação

Tendo em vista o clima de ódio e violência que vem permeando, nos últimos anos, os espaços físicos e virtuais da  sociedade brasileira, principalmente com relação às minorias sociais, a Universidade Estadual do Paraná (Unespar) reforça sua preocupação e atuação no combate a todo e qualquer tipo de violência, preconceito e discriminação.

Neste sentido, diante da denúncia de injúria racial recebida pelo Centro de Educação para Direitos Humanos (CEDH) da Unespar, campus de Campo Mourão, reitera-se, por meio desta nota, o repúdio a este tipo de comportamento e o compromisso em apurar e, caso necessário, punir este o qualquer outro eventual caso que venha a ser denunciado.

Salienta-se que o episódio não ocorreu nos espaços físicos da universidade, mas sim em uma página de uma rede social - sem qualquer vínculo institucional com a Unespar - que fazia o uso indevido do nome e logotipo desta universidade para realizar postagens de forma anônima, muitas delas ferindo princípios fundamentais dos direitos humanos, o que entra em conflito direto com a política desta instituição.

O CEDH de Campo Mourão acolheu e orientou a parte denunciante quanto aos encaminhamentos pertinentes ao caso. Registrada a denúncia, a Unespar inicia agora uma sindicância interna para apurá-la e aplicar, caso confirmada, a punição prevista em seu regimento interno.

Reitera-se que, embora o episódio tenha ocorrido no último domingo, 1º de abril, a Unespar foi oficialmente notificada via denúncia ao CEDH e à Ouvidoria na noite de ontem, 3 de abril, não sendo possível que a instituição pudesse se manifestar e dar início a apuração do caso antes disso. Por isso, reforça-se a importância da denúncia para que a universidade possa agir no combate à violência e à violação dos direitos humanos.

Justamente neste sentido e para este fim que em 2017 unidades do CEDH foram implantadas em todos os campi, sendo cada uma subdividida em três núcleos: Núcleo de Educação para Relações de Gênero (NERG), Núcleo de Educação para Relações Étnico-Raciais (NERA) e Núcleo de Educação Especial Inclusiva (NESPI). Todo e qualquer membro da comunidade acadêmica que sofreu ou presenciou algum ato de violência ou violação aos direitos humanos dentro do institucional deve ser denunciado a esta instância e também à Ouvidoria.

Acompanhe a Unespar nas redes sociais

www.facebook.com/UnesparOficial

www.twitter.com/UnesparOficial